Skip to main content

Carrinho

O café coado é um dos métodos mais populares de “passar” o pretão. Esse título foi ganho de forma muito justa, já que essa é uma forma rápida de preparo e também pelo inebriante e inconfundível aroma e sabor da bebida encorpada. O fato é que o café coado na hora é um dos favoritos dos coffee lovers. 

Os especialistas em café afirmam que o método de coar a bebida pelo filtro de pano ou de papel, se feito corretamente, resulta em uma bebida harmônica em notas de sabores. Ou seja: essa forma de preparo pode ser deliciosa!

Para saber como obter o resultado perfeito na sua casa, confira o mini guia do Moka para cafés coados com as melhores dicas de como escolher o café, os tipos de torra e a temperatura ideal da água. 

Clique para acessar a loja virtual do Moka Clube.

O que é café coado?

A principal característica de um café coado é o modo de preparo da bebida, o qual  resulta em um pretão com sabor agradável e delicioso. Isso acontece porque o pó que fica no filtro está em contato com a água por mais tempo, destacando o corpo, a doçura e a acidez, sem perder o equilíbrio.

Se comparar o café coado com o espresso, por exemplo, é possível notar que a quantidade de pó por volume de água do primeiro é consideravelmente menor, por isso, as notas de degustação são mais simétricas. 

O espresso é mais denso e concentrado, além de ser mais cremoso, devido à alta pressão em seu preparo. Entretanto, conta com menos cafeína: são cerca de 90 mg a 200 mg contra 150 mg a 300 mg do coado.

Para preparar a bebida da maneira correta, é importante seguir alguns passos como: escolher o café, a moagem ideal para o filtro, a temperatura da água para extrair as notas de sabor totais, a proporção de água para o pó e, claro, a infusão.

Qual equipamento para café coado escolher?

Engana-se quem acredita que o café coado é possível ser feito apenas em filtros de pano e de papel. Há outros equipamentos que resultam em experiências e, logo, em sabores diferentes. Saiba as características de cada um e qual escolher. 

Hario V60

Em 1921, a Hario, uma empresa japonesa, começou a fabricar instrumentos e equipamentos para a extração da bebida oriunda dos grãos de café e também das plantas (os famosos chás). A companhia estava em busca dos melhores métodos que ressaltassem as notas do pretão especial.

Em 2005, foi criado o coador Hario V60, que trouxe algumas vantagens em relação ao preparo do café. Há quem o confunda com um porta-filtros tradicional, mas algumas características o tornam único. 

hario-v60

Com o método Hario V60, a água permanece por menos tempo em contato com o pó, resultando em uma bebida leve.

Eles podem mesmo ser parecidos na aparência, porém a estrutura possui uma grande diferença. No Hario V60, há linhas em espiral que fazem com que o líquido desça de maneira uniforme em direção à xícara, diminuindo o tempo de contato do pó com a água. Assim, o ar tem uma liberdade maior para circular, resultando na expansão do café.

botão para compra no e-commerce

Com o grande orifício no centro do Hario V60, a água não fica muito tempo parada e passa com facilidade, ressaltando as características da bebida. O coador usa um filtro de papel  especial em formato cônico com um ângulo de 60 graus.  

Outra dica para usar o Hario V60 é nunca jogar a água de uma vez. O processo é delicado e precisa ser feito com calma, sem pressa, para evitar o amargor. Essa etapa é tão importante que originou uma chaleira exclusiva para ela, a Hario Buono que, com o bico fino, permite um controle de saída da água facilitado.

botão para compra no e-commerce

Preste atenção também em relação ao tempo de extração. Geralmente, leva-se em torno de 4 a 5 minutos para preparar o café nesse instrumento. Caso demore demais, a moagem pode estar muito fina; se for excessivamente rápido, significa que o grão está muito grosso.

Chemex

Se você é fã ou já assistiu séries como Friends e Brooklyn Nine-nine, provavelmente já viu o Chemex. Apesar do design contemporâneo (que, inclusive, pertence ao acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York), o equipamento foi criado em 1941 pelo químico imigrante nos Estados Unidos, Peter Schlumbohm.

Trata-se de uma jarra de vidro resistente a altas temperaturas, em formato ampulheta, que possui um anel de madeira responsável por isolar a temperatura do pretão, envolto em um laço de couro. Por ser de material não poroso, o Chemex não interfere no resultado final da bebida.

botão para compra no e-commerce

O filtro ideal para esse equipamento é diferente dos demais. Feito com papel mais grosso e em formato circular, é necessário dobrá-lo quatro vezes antes de encaixar no topo do Chemex. Com um dos lados sendo uma camada tripla, é possível absorver com mais intensidade os óleos do café, tornando a bebida ainda mais limpa e pura.

botão para compra no e-commerce

Uma dica é utilizar uma moagem de média a grossa. Vá com calma e aprenda a utilizar esse método no seu tempo. É comum não ter o resultado perfeito na primeira vez, já que os processos de escolha do grão e de dobragem do papel são bem específicos do Chemex.

Não espere um sabor bem encorpado com aquele amargo bom, essas são características do espresso, que está na contramão dos coados. 

Clever

Muito parecido com o porta-filtro comum, o Clever Dripper foi criado em 2010, no Taiwan, China. Devido ao sistema inteligente (daí o nome: clever, em inglês), é possível liberar ou vedar o fluxo de infusão dependendo do sabor e das notas sensoriais que deseja obter do café. 

botão para compra no e-commerce

Podendo ser de vidro, cerâmica ou plástico e conter ranhuras, o sistema de extração da bebida é fácil, sofisticado e simples ao mesmo tempo, sendo bastante versátil. Além disso, diferente de outros métodos de preparo, no Clever, o pó fica totalmente imerso na água por cerca de dois minutos e, depois, passa pelo filtro de pano, papel ou metal. 

Filtro para Clever no Moka

botão para compra no e-commerce

No sistema Clever, é possível controlar ao máximo o resultado da bebida com a válvula feita de silicone que veda completamente quando acionada. Dessa forma, é capaz deixar o tempo que desejar, ou a moagem permitir, o pó em contato com a água. Os resultados são os mais variáveis e podem ser de acordo com o gosto pessoal de cada um.

Indicado para os iniciantes no mundo do café, com o Clever é possível testar as várias notas e características do preparo, descobrindo o mais agradável. 

Dependendo do tempo de infusão, da qualidade do café, do tipo de moagem e do contato com a água, é provável de adquirir um pretão mais encorpado ou suave, com uma acidez acentuada, amarga e até mesmo doce.

Koar

O brasileiríssimo método de preparar o café, o Koar, vem lá de Pernambuco e foi criado em 2017 pelo publicitário Fernando Sá, pelo engenheiro mecatrônico Filipe Santiago e pela barista Lidiane Santos. O resultado é uma bebida adocicada com uma acidez suave. 

botão para compra no e-commerce

Podendo ser de cerâmica, acrílico ou inox, o equipamento conta com 16 sulcos em forma de ondas, que, além de oxigenar melhor a bebida, permite que a água passe com mais facilidade pelo filtro. Esse método é ótimo para quem não gosta da acidez e do amargor do café. O filtro pode ser o tradicional, e a moagem ideal para o Koar é a de número seis. 

botão para compra no e-commerce

O filtro de cerâmica é mais frágil que o de acrílico, por isso, é necessário um cuidado maior ao manusear esse equipamento.

O que é necessário para fazer um bom café coado?

Para preparar o café coado ideal, além dos filtros e dos suportes, são necessários outros equipamentos, como balança, moedor, chaleira, xícaras e, claro, o café especial. 

Balança

A balança digital de alta precisão é indicada para a medição correta em gramas do pó de café, de forma que seja proporcional à quantidade de água para o preparo da bebida. Além disso, é possível verificar quantos são os grãos de café postos ali e porcentagem de água quente

botão para compra no e-commerce

Moedor

O moedor de café permite regular o tamanho do grão até transformá-lo em pó. Além disso, o produto moído na hora é muito mais saboroso e aromático. O grão começa a oxidar e a perder qualidade a partir do momento em que é moído, e, se já comprado pronto, a chance é de não obter o mesmo resultado. 

botão para compra no e-commerce

Diferentes tipos de preparos demandam variadas formas de moagem. Geralmente, os preparos com maior quantidade de tempo precisam de grãos mais grossos e os rápidos, mais finos.

Chaleira

As chaleiras são especialmente desenvolvidas para auxiliar no preparo de bebidas quentes, como o café. Com o bico anatômico, é possível ter melhor controle do fluxo de água, realçando as características do café na confecção do pretão.

botão para compra no e-commerce

Além disso, elas conseguem manter a temperatura ideal da água por muito mais tempo do que uma caneca. 

Xícaras

Perfeitas para fazer latte art ou simplesmente para aumentar a experiência saboreando o pretão, as xícaras são indispensáveis na hora do preparo de um verdadeiro café coado. 

Servir o pretão em uma boa xícara é sinônimo de viver o café em goles que exaltam o orgulho no melhor grão do mundo.

botão para compra no e-commerce

Dicas de como fazer um bom café coado e modo de preparo 

Com os equipamentos apropriados e a preparação correta, as chances da confecção de um café coado perfeito são altas. Porém, podemos aplicar algumas dicas para o resultado ficar ainda melhor. 

Escolha do café adequado

Para o preparo da bebida verídica, o indicado é usar a variedade de café especial, ou seja, aquela que possui uma cadeia de produção rastreável, terroir específico e processo de cupping. Isso evita que o grão seja impuro ou defeituoso e, consequentemente, que o resultado do pretão reflita essas imperfeições.

É válido olhar nas embalagens a procedência do produto e quais as notas de sabores que o grão oferece. 

O Moka possui cafés especiais de alta qualidade, cultivados pelos melhores produtores do Brasil e embalados com todo o cuidado para não perder nenhum sabor ou aroma. 

Moagem certa para o filtro correto

A moagem, como dito anteriormente, depende muito do filtro utilizado para o preparo do café coado na hora

Para os filtros de pano ou papel, o indicado é a moagem de granulometria média, muito parecida com um grão de areia ou açúcar. 

Atenção para a água

A água é muito importante no processo de produção da bebida verídica, já que é uma parte significativa do resultado. Por isso, é necessário prestar atenção nesse líquido. Além da temperatura, é preciso ficar de olho na qualidade – de jeito nenhum, use a água da torneira! 

Engana-se quem pensa que ferver a água corrente no fogão acaba com todas as impurezas. O principal problema dessa prática está na presença do cloro, que influencia diretamente no sabor do pretão. Sendo assim, opte por água filtrada ou mineral. 

Quanto à temperatura, é preciso que a água esteja entre 95 e 96 graus, nunca abaixo dos 90 ou acima dos 97.

Escaldar o filtro é preciso, mas apenas para o de papel

Com o objetivo de retirar o sabor de celulose do filtro e, assim, ter uma bebida mais pura, o primeiro passo para fazer um coado no filtro de papel é escalda-lo. Para isso, derrame a água em todo o coador de café e aguarde por um momento antes de colocar o pó. 

Atenção: para o filtro de tecido, esse passo não é necessário, pois há o risco de causar o efeito inverso. Em vez de ter uma bebida com os óleos naturais do café, essas substâncias podem não se agarrar ao tecido e resultar em um pretão mais ácido. 

Proporção ideal para cada equipamento

A proporção de café para água é primordial para o sucesso do resultado da bebida. Cada equipamento tem uma quantidade específica, por isso, atente-se: 

Equipamento Proporção Quantidade
Hario V60 Uma parte de café para cada 15 de água 20 gramas de café para cada 300 mililitros de água
Chemex Uma parte de café para cada 14 de água 21 gramas de café para cada 300 mililitros de água
Clever Depende do resultado que você quer obter. 

Para uma bebida equilibrada, use uma parte de café para 10 de água

10 gramas de café (equivalente a uma colher de sopa) para cada 100 mililitros de água
Koar Uma parte de café para 10 de água 10 gramas de café (equivalente a uma colher de sopa) para cada 100 mililitros de água

Pré-infusão e infusão

A pré-infusão funciona para hidratar o pó antes da infusão. Coloque uma pequena quantidade de água (apenas para cobrir o café) e espere escorrer. 

Depois disso, comece realmente a infusão sempre em movimento circular passando pela borda da borra do café. 

Modo de preparo

Apesar de cada equipamento ser diferente, o modo de preparo de cada um é muito parecido. Em todos eles, depois de escaldar o filtro, é necessário colocar o pó moído e acrescentar a quantidade proporcional de água, molhando por igual todo o café. 

Em seguida, esperando de 35 a 45 segundos para o café ficar hidratado. Gentilmente, coloque a água restante com os movimentos circulares. Espere a água baixar antes de acrescentar mais. 

Por fim, é só servir a bebida. Se preferir, guarde-a em uma garrafa térmica e leve para onde for.

Escolhendo um café especial e de qualidade, com o equipamento ideal e algumas dicas preciosas, não há razão para que não seja possível realizar uma bebida coada em casa com perfeição. 

Além disso, durante o processo, é possível fazer a análise sensorial do café e embarcar em uma jornada de degustação e sabores incríveis dos mais diversos grãos. 

O Moka possui uma grande quantidade de utensílios para você fazer o seu café coado preferido em casa. Desde equipamentos até filtros e xícaras, monte o kit perfeito e receba tudo no conforto do seu lar. Clique no banner abaixo e saiba mais.

banner para e-commerce

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo e garanta o desconto em sua primeira compra.GANHE 15% DE DESCONTO EM TODOS NOSSOS CAFÉS

Site protegido por reCAPTCHA e Google Política de privacidade e Termos de serviço aplicados.