Skip to main content

Carrinho

O Brasil é um dos maiores produtores e consumidores de pretão do mundo. Essa bebida típica faz parte da maioria das mesas do país, da refeição matinal a outras ocasiões ao longo do dia. Por isso, motivos não faltam para que os consumidores queiram conhecer as variedades de café mais produtivas e as qualidades de um grão especial.

Continue a leitura do post para saber diferenciar os tipos de pretão e conhecer algumas das bebidas mais saborosas produzidas a partir dele. Leia até o fim e fique por dentro do assunto!

Banner para comprar cafés online

Por que saber sobre os diferentes tipos de café?

Cada tipo de grão tem características próprias que podem agradar ou não o paladar de cada consumidor. Sabendo quais são essas diferenças, o processo de escolha se torna mais fácil diante da gama de opções que o mercado oferece.

De modo geral, o resultado final do sabor e do aroma do café, por exemplo, depende de inúmeros fatores, desde a escolha do local de plantio aos processos de secagem e de torrefação do grão.

É claro que, além dessa variedade natural, o café é muito versátil e possibilita combinações com diferentes tipos de bebidas e de receitas, do tradicional espresso ao cremoso cappuccino.

Como é o processo de produção do café?

O sistema produtivo do café é composto por, em média, 14 passos, que incluem desde o preparo da terra até o transporte e o preparo da bebida. Todas essas fases precisam de cuidados para que o produto final tenha a qualidade desejada. 

Homem arando chão coberto de café

A produção do café é muito importante para uma bebida de qualidade.

A primeira das etapas da produção do café é o preparo da terra, seguido do plantio de mudas, da manutenção das plantas grandes, do controle de pragas e da organização das pré-colheitas. Após esses passos, são necessários a separação do fruto da casca e do pergaminho, a classificação, a torra, o blend e a moagem. 

Para chegar ao consumidor final, ainda passam pelo sistema produtivo do café a embalagem e o transporte.

Como escolher o grão mais produtivo?

Atualmente, no Brasil, encontramos mais de 130 variedades de cultivos de café no Registro Nacional de Cultivares (RNC). Cerca de 90% da cafeicultura brasileira é feita com variedades do IAC, do Mundo Novo e do Catuaí, desde os anos 50 e 70, graças à tolerância aos estresses e à resistência a doenças

A resposta para identificar qual o grão mais produtivo e resistente é cheia de incógnitas, por isso é importante se atentar, visto que o desenvolvimento e a produtividade de uma cafeicultura depende do melhoramento genético (ou da variedade) e do ambiente, como clima, solo e sistema de produção.

Dois homens carregando sacos de café nas costas em uma plantação do grão.

Produtores rurais aproveitam o terroir brasileiro, que possui alta capacidade de produzir grandes variedades de café.

Algumas dicas são essenciais para manter uma boa produção nas lavouras. Primeiro, atente-se ao porte da variedade — se é baixo, médio ou alto — e também fique de olho no vigor, no diâmetro da copa, no ciclo de maturação, na resistência às pragas e às doenças, na qualidade da bebida e no tamanho do grão.

Isso é necessário para que a variedade se encaixe com o sistema de produção do café, aumentando o potencial fértil do grão.

Como alterar o ambiente para maior produção?

Alguns truques podem ser aplicados ao ambiente para que ocorra uma maior produção de grãos de café. Uma das principais alterações que se pode fazer é acrescentar compostos para dar maior fertilidade ao solo (apenas tome cuidado com agrotóxicos, que podem causar danos ambientais). 

Além disso, o manejo é essencial. Atente-se às podas e faça o que o pé de café solicitar de acordo com a época do ano, como cortes mais ou menos espaçados. A irrigação também é algo controlável, portanto, adquira equipamentos para manter as cafeeiras sempre hidratadas.

As variedades dos grãos de café

Existem dezenas de tipos de grãos, os quais são produzidos nas mais diferentes partes do mundo. Alguns dos nomes mais conhecidos são o Bourbon, o Catuaí e o Novo Mundo.

fruto de café na cor vermelha.

Graças à variabilidade genética, foi possível desenvolver variados grãos de café.

Inclusive, muitas variedades são derivadas do Arábica — considerado o tipo mais consumido. Veja cada variedade em detalhes abaixo:

Robusta

A variedade Robusta possui um aspecto rústico e de sabor acentuado, com grande resistência às doenças e tempo de maturação maior que a Arábica. 

Representando apenas um quarto da produção mundial de café, a Robusta é mais comum de ser encontrada em forma de cafés liofilizados e de blends.

Conilon

A planta do café Conilon possui folhas enrugadas e grãos menores e arredondados. No paladar, essa variedade apresenta um amargor bastante presente e marcante, decorrente de grande quantidade de cafeína (cerca de 2,2%) e de baixa presença de açúcar (de 3% a 7%).

Arábica

Variedade mais produzida e consumida do mundo, o café Arábica possui sabor puro e suave, é naturalmente mais adocicado e um pouco ácido. Além disso, é rico em benefícios para a saúde, já que, por receber uma torra leve, os grãos arábicos preservam com mais intensidade os antioxidantes da planta.

Confira as variedades de café Arábica.

Bourbon

O café Bourbon é muito comum e seu aroma intenso é complementado pelo sabor levemente adocicado. Em geral, oferece uma bebida suave. É muito produzido no sul de Minas Gerais.

Catuaí

Uma das principais variedades de café no Brasil, o café tipo Catuaí é resultado do cruzamento dos tipos Novo Mundo e Caturra. Sua principal característica é a doçura natural e possui bom rendimento para o produtor. Ele é produzido em praticamente todas as regiões do Brasil.

Pé de café com grão ainda vermelho.

O Catuaí está muito presente nas plantações de café e tem bastante capacidade produtiva.

Novo Mundo

Com sabor marcante e aroma suave, o Novo Mundo é muito usado em torras mais escuras, pois, geralmente, é mais encorpado e doce que os outros. Variedade que se adaptou na maioria das regiões produtoras.

Caturra

O café Caturra é comumente encontrado na região da Serra do Caparaó, em Minas Gerais. Possivelmente criado de uma mutação da variedade Bourbon, apresenta porte mais reduzido, folhas maiores, largas e novas, cor verde e elevada produção nas primeiras safras.

Comum nas variedades Amarela e Vermelha, o Caturra entrega uma bebida de excelente qualidade, pois é praticamente 100% café Bourbon.

Acaiá

O Acaiá é uma mutação natural do Mundo Novo, ou seja, é 100% Arábica. Participando do conjunto de novas variedades, é considerado um café raro. Esse grão tem características mais acentuadas quando cultivado em altitudes elevadas, a partir dos 800 metros acima do nível do mar. 

Como característica, esse grão possui frutos com sementes muito maiores, se comparada a outra variedade, além de boa produtividade. Na xícara, o Acaiá, tem notas frutadas e um sabor suave, com lembranças de achocolatado e com acidez média. 

Tipos de bebidas feitas com café

Tomar um bom café é uma excelente maneira de começar o dia. E a vantagem de apostar na bebida são as inúmeras possibilidades que ela oferece.

Entre os tipos de café mais consumidos e que podem ser feitos em casa ou apreciados na padaria ou na cafeteria estão:

  • espresso
  • cappuccino
  • Irish coffee
  • caffè latte
  • macchiato
  • mocha
  • duplo

Veja os detalhes de cada uma dessas receitas!

Café espresso

O espresso, receita tradicional, é o café puro e feito sob pressão, sem adição de leite ou qualquer outro ingrediente. Quando bem feito, ele apresenta duas camadas: a bebida e seu creme (espuma).

Máquina de espresso.

O café espresso é um dos métodos mais tradicionais de preparar o pretão.

Apesar de ser um detalhe que passa despercebido aos olhos de muitas pessoas, a crema tem a função de criar uma barreira que ajuda a preservar o aroma e também a temperatura da bebida, além de incorporar o corpo e o retrogosto do café.

Cappuccino

O cappuccino é uma deliciosa invenção italiana, que mistura o café espresso com leite vaporizado, resultando em um creme bem consistente.

Irish coffee

Receita criada na Irlanda, o Irish coffee leva, além do café, o tradicional uísque irlandês e uma camada de creme.

Caffè latte

O caffè latte também tem origem italiana e nada mais é do que o café com leite, também conhecido como pingado em algumas regiões do Brasil.

Café macchiato

O macchiato é uma versão adocicada do espresso com uma “macchia di latte” (mancha de leite) vaporizada, que traz cremosidade e valoriza os açúcares da bebida.

Café mocha

O mocha ou mocaccino é para os fãs de chocolate, já que é feito com café espresso, leite vaporizado, espuma de leite e calda de chocolate.

Café duplo

Essa variedade da bebida nada mais é do que aquilo que o nome diz: duas medidas do café espresso servidas na mesma xícara.

Viu como o café é versátil tanto na variedade dos grãos quanto nas receitas em que aparece? Esteja sempre em busca de mais informações sobre a bebida, testando diferentes variedades para encontrar as que mais estão de acordo com o seu paladar. E, principalmente, nunca deixe de buscar as melhores matérias-primas.

Se você gostou dessas dicas sobre os diferentes tipos de café, aproveite também para conferir como fazer um café especial em casa! Clique no banner abaixo e conheça todas as variedades do pretão do Moka Clube.

Banner para comprar cafés no site do Moka.

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo e garanta o desconto em sua primeira compra.GANHE 15% DE DESCONTO EM TODOS NOSSOS CAFÉS

Site protegido por reCAPTCHA e Google Política de privacidade e Termos de serviço aplicados.