Skip to main content

Carrinho

Saber reconhecer um café de qualidade é uma premissa para quem realmente aprecia o momento de degustar a bebida. Quando feito com os melhores produtos do mercado, o pretão oferece uma intensa experiência sensorial e uma diversidade singular de sabores. Trata-se de uma bebida popular, mas isso não significa que os consumidores não possam ser exigentes.

Se até pouco tempo as pessoas não se importavam com a qualidade do ingrediente principal (o fruto), hoje, a tendência é que os consumidores pesquisem cada vez mais antes de comprarem um café, especialmente se for para preparar em casa.

E para saber reconhecer um bom pretão, é preciso estar atento a alguns detalhes, desde informações sobre a produção do grão até alguns quesitos que podem ser avaliados durante a compra.

E, claro, durante a prova é possível também reconhecer determinadas características que ajudam a definir se um café é realmente bom ou não. Saiba mais no post abaixo!

Banner para comprar cafés online

Influência dos processos de produção

Para garantir o melhor café possível, é o próprio produtor quem deve começar o trabalho de selecionar criteriosamente as mudas que serão plantadas.

Além do mais, de acordo com a região escolhida para se fazer o plantio, devem ser consideradas determinadas variedades de café que melhor se adaptarão ao solo, ao clima, à altitude, entre outros fatores.

A colheita no tempo certo apenas dos grãos realmente maduros, a seleção dos melhores grãos, além da secagem e do descanso pelo tempo certo são etapas fundamentais.

Homem arando chão coberto de café

As etapas de produção fazem parte da avaliação de café de qualidade da mesma forma que analisam como ele foi torrado e moído.

O último e fundamental passo é o da torra, que consiste em deixar os grãos de café secos e prontos para serem moídos. Inclusive, esse passo precisa ser feito por quem realmente entende sobre o assunto, já que o processo impacta diretamente no produto final.

Existem três tipos de torra – clara, média e escura – feitos por um torrador de prova de café. A primeira resulta em um café mais suave e pouco amargo. A torragem média traz um equilíbrio nos mais diferentes aspectos do café, como corpo, doçura e aroma. Já o terceiro tipo resulta em um café mais amargo, mas é preciso ter cuidado para não queimar.

Café de qualidade superior: o que torna o grão especial?

A grande verdade que você encontrará no mundo dos cafés é que, para serem considerados de qualidade superior, os grãos precisam ser 100% Arábica.

Muito diferente da Robusta, a variedade Arábica tem 50% menos cafeína, ou seja, é muito mais suave, sem o forte amargor. 

Além disso, outros fatores influenciarão as qualidades do café, tais como o terroir, a torra, a moagem e o tipo de embalagem

O importante é verificar a classificação do café, de acordo com a Specialty Coffee Association (SCA), associação que avalia a qualidade de um pretão especial. Para ser considerado de ótima procedência, ele precisa estar acima de 80 pontos.

Categorias de qualidade do café

A qualidade é determinada pelo cupping de café, o qual é feito por especialistas treinados e credenciados. Conforme as categorias de Qualidade Global (QG), as notas obtidas pelas bebidas vão de uma escala de 0 a 10. É essa a classificação que auxilia o coffee lover a decidir qual pretão preparar. 

Tabela para recomendações técnicas da abic

Tabela de classificação de qualidade de cafés da Associação Brasileira de Indústria do Café (Abic). Imagem: Reprodução/Abic.

Dessa forma, a Associação Brasileira de Indústria do Café (Abic) também classifica os cafés em Tradicionais ou Extrafortes, Superiores e Gourmets. Os primeiros são para consumo no dia a dia e possuem custo menor, variando de 4,5 a 5,9 no QG.

Para cafés Superiores, que possuem sabor mais acentuado, as notas variam de 6,0 a 7,2. Os Gourmets, por sua vez, têm como característica a excelente produção e a alta qualidade, com sabor e aroma suaves devido à minuciosa seleção dos grãos e da torra, que vão de 7,3 a 10.

Selos de certificação

Além da classificação, existem selos de certificação que ficam impressos nas embalagens de cafés. Isso faz com que o produto seja atestado como excelente e mostra que toda a cadeia de produção segue os melhores padrões de qualidade. 

Embalagens de café

As embalagens são ótimas formas de como saber se o café é de boa qualidade.

No Brasil, atualmente, existem quatro tipos de selos. Confira:

BSCA Brazil

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA – Brazil Specialty Coffee Association) tem como intuito fomentar a produção de cafés especiais nas regiões cafeeiras brasileiras.

Selos da Abic

Como já adiantamos, a Abic possui uma comprovação da qualidade do café, e, além disso, dispõe da certificação da pureza do grão. 

UTZ Certified

Assim como a qualidade e a pureza do café são importantes, as práticas sustentáveis na produção do pretão também merecem atenção. Por isso, o UTZ Certified foi criado, para que sejam premiadas as cafeiculturas ecologicamente corretas.

Rainforest Alliance 

Igualmente ao UTZ Certified, o Rainforest Alliance tem a intenção de premiar e incentivar a produção sustentável.

O que avaliar durante a compra?

Normalmente, um detalhe que ajuda a determinar se um café é bom ou não é o tipo de semente. O café Arábica costuma ser uma das melhores opções, já que sua plantação exige mais cuidados e atenção do produtor.

Se não for possível ver a homogeneidade dos grãos durante o processo de compra, a dica é avaliar a embalagem. Tente encontrar informações, como tipo de grão, região em que foi plantado, nome do produtor e latitude e altitude da plantação.

Entre escolher o grão ou a versão em pó, prefira a primeira opção. Caso você não tenha um moedor em casa, opte por comprar o produto já pronto, mas alertamos: não tem nada como um café moído na hora!

Vários copos e colheres de prova

Existem vários testes de qualidade de café para identificar um grão de qualidade.

É bom lembrar que o café em pó é aquele que menos vai conseguir preservar as propriedades do grão. No entanto, se essa for a única opção, preste atenção nos outros detalhes para fazer uma boa escolha.

Percepções durante a prova

Quando a bebida estiver pronta, a análise sensorial de café vai ajudar você a identificar o seu nível de qualidade. Comece sentindo o aroma, que deve ser agradável e não pode ter cheiro de produtos químicos ou de grão queimado.

Durante a ingestão, tente perceber seus sabores e suas variações. Ao contrário do que muita gente pensa, o café não deve deixar uma sensação amarga na boca. Um café especial, na verdade, é capaz de proporcionar sabores agradáveis no paladar, como chocolate e caramelo.

Apreciar um café pode ser uma verdadeira arte, como você pode perceber. Uma última dica para “treinar” seu paladar: o ideal é provar diferentes tipos de café para perceber as várias nuances e os sabores que essa famosa bebida pode trazer para a sua vida!

Experimente os melhores grãos do Moka Clube. Clique no banner abaixo e presenteie seu paladar com diversos sabores.

Banner para comprar cafés no site do Moka

Cadastre-se para receber conteúdo exclusivo e garanta o desconto em sua primeira compra.GANHE 15% DE DESCONTO EM TODOS NOSSOS CAFÉS

Site protegido por reCAPTCHA e Google Política de privacidade e Termos de serviço aplicados.