Skip to main content

Carrinho

Não é só vender café.

Desde 2012, quando adentramos a porteira da primeira fazenda que visitamos, em Mococa, no interior de São Paulo, definimos o objetivo de mostrar ao brasileiro da cidade o que o brasileiro da roça faz com o café da nossa terra. Apertar a mão dos produtores com quem escolhemos trabalhar e construir pontes sólidas, nos tornando a conexão entre a roça e a cidade grande, seria o DNA do nosso negócio.

Homens em uma parreira de café.

Para o Moka, não é apenas vender café.

O gole de café maravilhoso reservado na sua xícara vem com o sabor da propriedade e de tudo que a envolve. A caça do café perfeito passa pelo contato com a família, o conhecimento do manejo e processos, seus colaboradores, como preservam a natureza; os sonhos dos personagens que movem o café e, principalmente, todos seus lotes. Trazer o ouro da roça pra torrefação, encontrar o melhor perfil e enviar para todo Brasil, essa é a nossa promessa, isso é o que chamamos de trazer o café à vida.

Por sorte, a plantação mais perto da nossa base, em Curitiba, fica a pelo menos 500 quilômetros de distância. Sim, sorte porque é preciso viajar mesmo pelos rincões do nosso Brasil para chegar às jazidas de café. Em todas as safras, lé por meados de junho, os parceiros anunciam abertura da temporada de caça, a hora de provar o trabalho desenvolvido com muito carinho, enraizado por um amor que, na maioria das vezes, passa de geração pra geração. Vai além do café, por isso o negócio é sempre no fio do bigode.

Entre queijos, cachaças, doces de leite e comidas típicas, provamos todos os lotes da fazenda, escolhemos os melhores, firmamos nosso relacionamento e absorvemos todo o carinho do produtor e o resultado de seu trabalho. Nosso trabalho é trato no tato.

Mesa de cozinha com pães, salgadinhos, queijo e cafeteira.

O café reúne famílias inteiras ao redor de uma mesa

Em 2020 a caça foi especialíssima, num ano de diversas mudanças, apertar a mão do produtor foi substituído por um “uooba!”, bem original e peculiar, bem do jeito como os caipiras fazem quando se cruzam na estrada. O caminho foi longo, 16 mil quilômetros percorridos e mais de 20 regiões diferentes visitadas. Rodamos o Brasil por terroirs únicos que transferiram uma experiência inédita e antológica para cada café do nosso portfólio.

Focamos esse ano em experiências para o palato, cafés com personalidade, exóticos e sabores que se complementam e que dificilmente vão se repetir, ou seja, cafés raros. Lotes com histórias e processos inéditos no Moka, regiões nunca exploradas e variedades novas no Brasil. A temporada 2020/2021 está aberta, acesse o link e descubra. Melhores cafés do BRASIL