Coopiatã Bahia

5 avaliações de clientes

R$ 38R$ 114

É tanta andança atrás do café perfeito, que o pé chega a criar cascão. Afinal, quem promove verdadeiras cruzadas cafeeiras pelas roças do Brasil não tem tempo pra se preocupar com creminho. Dessa vez, fomos ainda mais longe, provando que onde houver rincão reluzindo ouro negro: lá estará estacionado o trator do Moka.

Este café vem de um dos lugares mais lindos e preciosos do país, a Chapada Diamantina, na Bahia. Explorando terras de garimpo que se tornaram férteis para o cultivo de um dos melhores cafés tupiniquins, chegamos a Piatã pra cravar nossa bandeira no Nordeste, pra garantir nosso café mais longínquo. Não é à toa que, piatã – do Tupi – significa “pé duro”.

Já que o quesito é ser casca-grossa, o processo desse café diz respeito a descascá-lo antes de colocar pra secar. Por isso o “cereja descascado”, evidenciando o melaço e a acidez no górpe. É café de cooperação, trazido à caneca por famílias e, por isso, tem gosto de “mainha”.

Moka Clube – Cafés porretas.

Limpar
Quer um desconto? Assine já faça parte do clube.

REF: Não aplicável Categorias: ,

Região:

Chapada Diamantina

Variedade:

Catuaí amarelo

Processo:

Natural

Altitude:

1300m

Perfil de sabor

Manga

100%

Floral

100%

Caramelo

100%

Acidez

Corpo

Informação adicional

Peso 400 g
Dimensões 24 × 18 × 6 cm
Região

Variedade

Perfil Sensorial

Acidez

5 avaliações para Coopiatã Bahia

  1. alvessergio

    Um melaço encorpadão, com as frutas cítricas alegrando o gole. Deixa um retrogosto com perfumes de especiarias. Cafézão!

  2. Patrick Filipak

    O perfil realmente é “aventureiro”, as descrições dadas no rótulo e aqui, no site, são precisas. É um café de identidade, com notas exóticas, diferente dos café especiais que comumente encontram-se nos mercados.
    Ademais — fazendo pontos ao empacotamento —, a embalagem é satisfatória, tem ótima estética. Contudo, não chega a ser realmente boa, carece em vedação e não possui válvula. É provável que a cafeteria prefira o armazenamento em recipientes independentes, como em potes.

  3. Cristina de Arruda Albuquerque

    Adoro os cafés da Chapada Diamantina, e este não foi exceção. Exótico, doce, frutado, uma delícia!

  4. Eduardo Walcacer

    Esse é, de longe, um dos melhores cafés vendidos pelo Moka Clube que já pude degustar. Café doce, com uma acidez maravilhosa e notas bem frutadas. Preferi uma moagem mais grossa, deixando um pouco o corpo de lado e elevando o sabor e a acidez.

  5. macandaten

    de longe, o melhor café que já experimentei, figurinha carimbada depois do almoço aqui em casa

Adicionar uma avaliação